Indicadores de desempenho, essenciais para detalhar a evolução dos esforços desse setor em direção a metas pré-estabelecidas, os KPIs de compras são ferramentas que permitem acompanhar os resultados da gestão e promover as melhorias necessárias.

    Os indicadores-chave de desempenho (KPIs) são ferramentas que servem para, como o próprio nome sugere, indicar o progresso (ou não) de algum aspecto específico. No caso dos indicadores de desempenho de compras, estamos nos referindo à métricas cujo objetivo é mensurar os resultados do setor de aquisições de uma empresa.

   Recorrer a esse tipo de ferramenta é fundamental para que a gestão possa garantir a eficácia e a eficiência dos processos de compra, a fim de otimizar os custos e mitigar desperdícios. Ou seja, os indicadores de desempenho de compras são essenciais para que a empresa consiga alcançar seus objetivos. Por meio deles, é possível identificar erros e acertos e tomar decisões de maneira mais assertiva.

    No entanto, ainda é comum observar empresas que não fazem uso de KPIs de suprimentos em seus setores de aquisição. Porém, essa é uma mediada fundamental para se manter baixos custos e alta qualidade nas compras.

    Agora iremos conhecer alguns indicadores fundamentais para o bom desenvolvimento do setor de compras:

1 – Custo dos suprimentos

Iniciando a nossa lista de principais tipos de indicadores na cadeia de suprimentos, temos aquele que se refere ao custo de tais suprimentos.

Esse KPI mostra a porcentagem do valor de uma venda que é investido na compra dos insumos do produto vendido. Ele é uma comparação entre o volume total de vendas e volume total de aquisições.

Acompanhar esse indicador é importante para que a empresa saiba se há necessidade de investir em melhorias capazes de tornar o ciclo de compras mais sustentável.

2 – Saving compras

Dando continuidade aos indicadores de desempenho de departamento de compras, temos o saving.

Esse KPI serve para mostrar o ganho financeiro que determinada aquisição representou para a empresa.

A proposta do saving é a de calcular o quanto foi possível economizar em uma compra, comparando o valor da compra com um outro orçamento.

Com esse indicador, é possível analisar a eficiência do setor e sua capacidade de gerar lucros para a empresa.

3 – Prazo médio de pagamento

Essencial para a manutenção do fluxo de caixa e do capital de giro da organização, o prazo médio para pagamentos também configura entre os principais indicadores de desempenho de departamento de compras.

Seu cálculo é feito a partir da diferença entre a data exata em que um pagamento foi efetuado e o dia exato em que a compra foi faturada.

Por meio desse indicador, a empresa consegue perceber se precisa mudar sua política de pagamentos e se é preciso negociar uma extensão de prazos com seus fornecedores.

4 – Lead time

Por falar em prazo, o lead time, que é um dos tipos de indicadores na cadeia de suprimentos mais relevantes, busca calcular quanto tempo leva para que a requisição de um produto seja atendida.

Ou seja, o lead time é um KPI que atesta a eficiência do setor de compras, mostrando a qualidade das etapas do processo de aquisição.

A ideia é que a empresa o mantenha o mais baixo possível. Porque quando ele estiver muito elevado, é sinal de que os procedimentos internos precisam ser revistos ou de que talvez seja necessário trocar de fornecedores.

5 – Evolução de preço

A evolução de preço é um indicador que mostra o quanto o valor de determinada mercadoria comprada flutua durante um período de tempo.

A intenção desse KPI é permitir que o setor de compras possa economizar em suas aquisições, identificando períodos em que os preços estão mais baixos.

Assim, em função dessa sazonalidade, a empresa pode contara na baixa de preços e fazer um estoque, por exemplo.

6 – Nível das entregas

Por fim, encerrando nossa lista com os principais indicadores de desempenho de compras, trazemos o KPI de nível de entregas. Ele tem como foco avaliar a qualidade dos fornecedores escolhidos pela empresa.

O objetivo é reunir resultados sobre:

  1. atrasos de entregas,
  2. mercadorias com defeito,
  3. taxa de devolução.

E vários outros aspectos que se referem diretamente à qualidade e a eficiência dos fornecedores.

Ficou claro quais indicadores de desempenho você pode implementar no seu setor de compras?

Faça uso desses KPIs e promova a melhoria contínua do seu departamento de aquisições.

Para mais conteudos como este acompanhe o @rotadocomprador https://linktr.ee/rotadocomprador.br

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *