Ao procurar estratégias para eliminar o desperdícioaumentar a eficiência e criar valor, nosso nível de energia vai lá embaixo e ficamos sobrecarregados. Isso não é algo que acontece apenas no chão de fábrica, acontece no escritório, em serviços e na área da saúde. Porque será que seria diferente na área de sourcing e procurement?

Uma abordagem enxuta é como um exercício de criação proativa de uma situação, o escopo de sua estratégia será mais valioso do que a soma de suas partes individuais.

Embora cada elemento possa contribuir com uma certa medida de economia, esses elementos também precisarão funcionar perfeitamente em combinação um com o outro; eles devem ser substituídos por outros se não o fizerem.

Tá difícil de entender? Se liga:

Uma mentalidade de curto prazo pode trazer economias hoje que podem resultar em perdas mais tarde, se as etapas individuais não estiverem vinculadas para maximizar o valor em todo o seu processo.

No que diz respeito especificamente a estratégia de compras, ao invez de apenas procurar o preço mais baixo possível ou a maior economia possível, o objetivo deve ser o de encontrar o valor mais alto possível que cada etapa pode fornecer.

Hoje gostaria de listar 5 atitudes que fazem sua estratégia de sourcing fracassar:

1 – Falta de análise critica

Qualquer estratégia de compras deve começar com um estudo detalhado de todas as práticas atuais para identificar pontos fortes a serem maximizados e pontos fracos a serem eliminados, afim de se chegar em um estado futuro otimizado.

Já ouviu isso em algum lugar?

2 – Comprar em grandes lotes me dá mais savings

Uma abordagem enxuta faz com que seu fornecedor entenda que encher o seu estoque de produto não vai ajudar em nada. Desenvolver parcerias de longo prazo que compensam com o tempo é a chave do crescimento em conjunto a longo prazo.

Estoque parado é desperdício ou já mudaram isso?

 3 – Pare de fazer RCAs

Sacrilégio!!!

Provavelmente alguém gritou ao ler isso. Mas reforço, “analise de causa raiz” normalmente acontece porque você não conseguiu prevenir um problema de acontecer. Ao invez de esperar que os problemas surjam para encontrar soluções, foque em inovar constantemente para que os problemas possam ser evitados com antecedência, antes que surjam. Como já dizia minha avó:

“É melhor prevenir do que remediar!”

4 – Mas esse fornecedor já sabe como faz…

Não basta dizer que o objetivo de qualquer processo enxuto deve ser sua perpetuação; sempre existe um fornecedor novo e mais barato, um processo mais limpo e simples e uma maneira diferente de encarar um problema antigo. O mercado atual não nos permite que tenhamos “fornecedores de estimação”, a parceria acaba (ou deveria) quando uma das partes não entende que é necessário um ganha-ganha.

Repetição sem propósito é erro e persistir no erro é burrice, não?

5 – Ah mais essa parada de Lean é pro manufacturing

Todos os processos lean iniciam com uma avaliação dos processos atuais para identificar primeiro as etapas sem valor que podem ser eliminadas e, em seguida, ajustar as etapas necessárias que restam para economizar tempo e dinheiro. Depois de saber como você eliminará o desperdício e consolidará os processos, será fácil calcular as economias com isso; repita esse processo continuamente.

Ué, mas não era só pro chão de fábrica?

Atitudes como estas minam sua estratégia de sourcing e precisam ser “ELIMINADAS” rapidamente para que você consiga atingir os objetivos.

No nosso próximo encontro iremos finalizar a nossa série Lean Sourcing com os 7 passos para otimizar sua estratégia de compras.

Um grande abraço e até a próxima!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *